Pesquisa personalizada

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Para não variar, voltou... a perseguir-me...

De vez em quando sou perseguida por um energúmeno que ficou atolado em 1998, e nunca mais de lá saiu. Usa técnicas manhosas e outras que tais para chegar aos objectivos. Para tal aventesma só tenho uma coisa a dizer: "_ Arranja uma vida, pacóvio!"

2 comentários:

olinda morgado disse...

É colocar-lhe o pé à frente...
Não há paciência para emplastros.
:)

blue eyes disse...

Não há paciência para emplastros, mas eles existem. Já tentei passar-lhe uma rasteira, não sei se resultou... espero que sim.
:)