Pesquisa personalizada

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Em frente Portugal...

Na próxima encarnação quero ser funcionário público...
Ele há dias em que as coisas já não estão bem e ainda há situações que só vem para complicar. Hoje tive de ir tratar de um assunto á segurança social, nada de anormal, nada que não aconteça ao mais comum dos mortais. Nada de anormal ter de lá ir... anormal é ter entrado pelas 9:30 horas, tirar uma senha com o número 77 para o atendimento geral, reparar que áquela hora estava no número 14 e às 13 horas ainda aquela porcaria estar no número 70... Anormal é ter reparado que na maior parte do tempo aquilo não andava, ou andava a conta gotas apenas com um funcionário a fazer o atendimento... Anormal é ter sido na "sede" aqui da área, onde estão a maioria dos funcionários, anormal é terem passado mais de 4 horas da abertura das portas (abriram às 8 horas) e não terem sequer atendido 100 pessoas, quando na loja do cidadão eu não teria esperado mais que duas horas até ser antendida ( como o assunto era relativo a outra pessoa não achei que ir à loja do cidadão ajudasse). Anormal é tantos funcionários de cá para lá, e só um de cada vez a fazer o atendimento. Anormal é por volta das 12 horas trancarem as senhas do atendimento geral porque já vai nas 200 e muitas senhas e eles ainda estão a atender as 60 e... Anormal é terem vários cartazes a dizer que se as pessoas vierem de tarde são atendidas 3 vezes mais rápido... claro, quem chegar de tarde já não apanha senha, é tão rápido como chegar e partir logo... E como vão eles atender das 13:30 horas até às 16 horas que aquilo fecha as cento e muitas pessoas que lhes falta atender? Quer dizer de manhã não atendem 100 e de tarde já atendem cento e muitas? Tristemente descobri que de naquele local de manhã se trabalha à vez... e de tarde depois de terem ido almoçar aos magotes, é que vem tudo trabalhar cheios de vontade... E descontamos nós para pagar estes salários, destes funcinários que reclamam de tudo a maior parte do tempo, e descontamos nós para pagar salários de pessoas que só trabalham efectivamente depois de almoço...
Como não sou de me ficar... fui pedir o livro de reclamações... fui cordial, a funcionária também, só que me perguntou se eu queria fazer por escrito ou no livro amarelo... a minha resposta:" _ Por escrito sim, mas no livro amarelo, ora pois. " Lá fiz a reclamação, e o meu número ainda não tinha chegado... mas já só faltava um. Chegada a minha vez, entrei e nem tive tempo de me explicar, sou logo atendida por alguém que... bom não interessa, interessa é que o meu pensamento foi que ainda agora tinha acabado de fazer uma reclamação, e já estava na eminência de fazer outra... Lá me passou a outra funcionária, e agora sim, uma pessoa que não estava a fazer nenhum frete, e que até já estava na sua hora de almoço. Saí de lá às 13:30, tendo lá entrado às 9:30... quatro horas para atenderem 63 pessoas?
Enfim, isto revoltou-me ao ponto de preencher uma folha do famoso livro amarelo... há e na próxima encarnação quero ser funcionária pública, só trabalhar metade do dia, e ainda reclamar, das condições... É assim, que este país vai em frente...

4 comentários:

ex-existencia disse...

quando essa reencarnação se der a ver se não te esqueces de arranjar uma unha para os amigos ;)
jokas

Smootha disse...

Fogo... não foi comigo e até eu fiquei irritada. Apre!

blue eyes disse...

Ok, as cunhas estão garantidas. Volta sempre. Bjks

blue eyes disse...

Bota irritada no estado em que eu fiquei. Felizmente o livro amarelo existe...