Pesquisa personalizada

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Espinhos

Não sei porque ainda me espanto com as pessoas! Estou sempre a sair desiludida, porque só me surpreendem pelo lado menos bom da questão! Serei eu demasiado exigente, ou darei eu demais de mim mesma, quando deveria ser mais egoísta? Quando nos dizem, em alguma conversa, que fica só entre nós, é suposto essa conversa ficar por ali mesmo, independentemente de a seguir fazer sol, ou chuva? Então porque não fica? E não falo de assuntos que tenham a ver comigo apenas! Odeio, que as pessoas se façam passar por uma coisa e serem o oposto. Odeio, que me tentem levar, em caminhos cheios de flores, só para dar um ar de sua graça, e depois o caminho ter mais espinhos que um cacto do deserto! Odeio, dar uma mão, e pegarem um braço! Odeio que tentem controlar o meu espaço, o meu tempo com desculpas manhosas! Estarei eu a ser demasiado egocêntrica? Odeio que tentem controlar onde, e com quem me dou! Odeio que a minha vida seja tão interessante, que dê tanta curiosidade! Cusco(a)s metam-se na vossa vida. Ainda vão querer controlar quando vou ao wc. Estou farta! Sou uma pessoa normal, não sou nenhuma estrela, e se for tenho todo o direito de o ser, pelo meu esforço, pela minha força em ser cada dia melhor. Não ando a cuscar a vida de ninguém, isso não me dá prazer, só a minha vida me dá interesse. E vou mais uma vez partir do zero, e vou mais uma vez seguir em frente, quem sabe com um saco preto na cabeça, para não cuscarem mais. Mas quando chegar ao final do caminho, espero não encontrar nenhuma destas pessoas, que já me bastam os espinhos da vida!

4 comentários:

tontices disse...

Esse tipo de pessoas vai haver sempre! e vão aparecer sempre na nossa vida. O melhor é não lhes dar importãncia.Faz como eu, nem quero saber se dizem bem, ou mal de mim!Estou-me nas tintas para o que falam, sou muito mais eu. Se a pessoa não me agrada , fica logo excluida, se me desiludiu não tem hipotese de o fazer uma segunda vez!Há quem diga que sou radical! Se calhar sou, mas não me tenho dado mal em ser assim.
Beijinhos

Jorge Freitas Soares disse...

Olá Xana

Amiga, no nosso caminho há sempre pessoas que gostam de nós, e pessoas que não gostam. Devemos pensar sempre nas primeiras, porque só essas interessam. Eu sei que falar é fácil, sei que só tu sabes o que te vai na alma, só tu sabes...

Mas há pessoas deste lado, que apesar de que nunca viste em lado nenhum, pensam em ti, gostam de ti, e de certeza que há pessoas à tua volta que gostam de ti.

Não te deixes abater, pensa positivo, tenta seguir em frente, por ti,... para ti.

Um enorme beijinho
Jorge

pessoinha disse...

Infelizmente há muitas pessoas assim. Eu afasto-me dessas pessoas, arranco essas ervas daninhas do meu caminho. Já me bastam as confusões da vida, dispenso mais coisas negativas na minha vida.
Não ligues a essa gente. Já sabes com o que podes contar, por isso tens uma arma para te defenderes.

xinhus

blue eyes disse...

Pior de tudo é viver de frente com as peças soltas do xadrez! Se eu pudesse sair de casa enfiada num saco preto, ou tornar-me invisível, elas não tinham tanto que cuscar!
Só vos digo isto, estou viciada em ovelha choné, e faço cada terapia, a ver isto, que só desejo que lhes cresça algo tão pequeno como uma abóbora, no nariz (ás cuscas, não é a vóz meus amigos).
beijinho