Pesquisa personalizada

terça-feira, 8 de abril de 2008

Eu serei otária, ou é só impressão?

Se há coisa que me põe fula desta vida, é a merda do acordo ortográfico. Arre chiça, que de todas a coisas estúpidas neste país esta é de longe a mais sem ponta por onde se pegue. Deverei ir para escola de novo? Porque raios terei de escrever eu em brasileiro, afinal que andei eu a fazer na escola, durante anos a aprender a escrever português? Para quê? Para agora nesta idade me virem dizer que vou ter de escrever ação, ótimo, Otávio... e já agora OTÁRIOS, será que se escreve assim? É que é isto que somos quando deixamos que seja feito um assassinato desta natureza à língua de Camões. Giro vão ser todas as edições de livros que temos em casa, em bom português, depois passarem a aparecer escritas no novo português, será que os nossos antigos livros vão ser relíquias? O meu pai a investir na minha educação, tal como milhões de pais neste país investiram na educação dos filhos e agora vou passar a escrever com erros de português, coisa que nem na escola primária eu fiz. É frustrante, nesta idade eu saber que aprendi correctamente a escrever e agora tudo o que aprendi vai pelo cano. É frustrante eu ter feito em percurso exemplar a português, escrever correctamente desde sempre, ter ambição de ser escritora, sê-lo efectivamente e agora virem mudar as regras do jogo! Eu quero continuar a escrever, quero editar livros, mas nesta língua que aprendi aos 6 anos.
Eu até aceito que se faça nova ponte sobre o Tejo, mesmo que não faça falta, o mesmo para o TGV, e outros novo-riquismos deste patético país, agora mudarem a língua que aprendi, a língua dos meus antepassados? Francamente, esta eu não consigo engolir!

5 comentários:

lunatik disse...

Partilho da tua opinião, ainda por cima nós é que temos que começar a escrever mal, e aos poucos a nossa cultura vai á vida, é assim.
Bj

reticencia disse...

Nem engoles tu nem eu! Realmente também acho o acordo um perfeito disparate. Temos de ser nós a abdicar (como se escreverá isto com o novo acordo?) da nossa língua, e submetermo-nos (sumetermo-nos) a uma uniformização? Caramba, o Português é ou não é a língua mãe?! Os outros que aprendam as características (carateristicas), que evoluam e aprendam. Quem tem de se adaptar (adatar) é quem chega depois. Nada como um acto (ato) conjunto, e fazer ouvir a voz do desacordo ortográfico!Qualquer dia estamos a falar crioulo.
bjokas

blue eyes disse...

Pois é amigos, eu vou continuar a escrever como aprendi, ignorando o acordo. Remar contra a maré! Assim será!

Anónimo disse...

Tontices
Poça, nem me fales nisso, é a maior estupidez , que ouvi nos ultimos tempos,estou em completo desacordo, xiça! que esta gente tá parva de vez.
beijinhos

blue eyes disse...

Ao contrário do que eu pensava, parece que a maioria das pessoas está mesmo contra! Hoje fiquei surpreendida com uma jovem de 12 anos, filha de uma formanda, a propósito desta estupidez. discutia-se a palavra electricidade, com o "c" ou sem "c", e ela diz que é com "c", e vai continuar a escrever como aprendeu. Perguntei-lhe o que achava do acordo e se os professores eram a favor, ao que respondeu que não concorda e que os professores também não.
Parece que se vai gerar uma corrente contraditória em que toda a gente continua a escrever português e não brasilês, ou pretuguês ou lá o que nos querem impingir.