Pesquisa personalizada

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Continuando com a roupa...

Sabe-se que quem mora no campo, seca a roupa numa corda, ou arame esticado e se usa um pau para empinar e levantar o a corda para o ar e para que que a roupa não arraste no chão. Em tempos cantava-se aqui a canção do pau da roupa.
Aqui fica a canção:

Olha o pau da roupa, da minh mulher,
nunca se endireita quando ela quer.
Não sei se é do pau, se é da roupa que faz peso,
olha o pau da roupa, nunca mais está teso.
Às vezes fico a pensar que as mulheres são patarecas,
pedem o pau ao vizinho para enchugar as cuecas.

lolololol. Só nesta terra, mesmo. Ah como é bom viver no campo.!

6 comentários:

reticencia disse...

lol
essa está o maximo. Podias fazer um "bideo" e meter no "iotubi" assim tinhamos a melodia certa, porque letra já temos.
Bjos

Jorge Freitas Soares disse...

estou de acordo ali com a Reticência...devias cantar isso para a webcam .... depois vendiamos na dfeira! lol!

Beijinho
Jorge

blue eyes disse...

Grandes ciganos me sairam, a quererem ganhar dinheiro com videos pirata. Vou contar à Asae, ai vou, vou. Ainda por cima com o pau da roupa, era só o que faltava. Vão tralbalhar seu malandros, deixem lá o pau (da roupa) descansado, que quando houver vídeo, eu sei o que fazer com ele( com o video, não vão vocês pensar outra coisa). Agora ou ali ver se já está bom ( tempo, suas mentes perversas) para secar roupa. Como diria a amiga Tontices, Fui...
beijinho, e façam vocês os vossos videos sejam lá eles para a feira ou para o "iutubi" Inté.

Smootha disse...

LOL
Só mm tu, moça...
As coisas que tu desencantas...
Beijocas

pessoinha disse...

Ahahahhhahahahah! Bela letra de canção1 Aposto que se fosse ao Festival da canção ganhava! :P Até tou a imaginar o pessoal a pendurar a roupa e a cantar... lailailai! :P

xinhus

blue eyes disse...

Imagina isto cantado por uma data de gajos... com coro e batida à mistura, era só rir. Faziamos um sucesso com isto, e com outras pérolas deste género, no encontros de folclore, antes das acutações nos convivios. Éramos uns doidos. jks