Pesquisa personalizada

sábado, 22 de março de 2008

Zen

Hoje lá fui ver o mar, molhar os pés, descomprimir tanto stress dos dias anteriores. Foi óptimo, senti-me mesmo calma, assentei a poeira e as ideias, embora não tanto como gostava porque não tendo ido sozinha, a conversa e as brincadeiras e gritarias da minha sobrinha impedem maior concentração. É que a sacana quando sai, abusa. Tirei muitas fotos que ainda não descarreguei, só logo, sim porque será logo à noite. Acabei a noite no msn a conversar e a desabafar.
E pronto o mar tem este dom de me fazer descomprimir, de me deixar zen, e hoje o cérebro já está em stand by, o que significa que não estou com grandes ideias para continuar. Vou só ali dar nas orelhas ao Gato Pardo. Eu ia dar nas orelhas ao Gato Pardo, mas parece que não fui a tempo, porque ia fazer o link e o blog já era. Amigo Gato, onde quer que estejas, só te desejo tudo de bom, e que um dia voltes para nos fazer rir, chorar, pensar, porque o que escrevias fazia-nos bem. A blogosfera não será mais a mesma sem os teus escritos, mas há que respeitar a tua decisão, e olha visita-nos na mesma. Felicidades.

2 comentários:

sopro disse...

as crinaças quando estão connosco já nada é assim tão simples. Absorvem-nos por completo, e acredita que eu sei do que falo. Desde que a jota nasceu momentos zen são raros, muito raros. Há um stress constante...
pois o gato, o gato que foi o elo de partida para tantos blogs, pelo menos para o meu foi, resolveu desaparecer. também fiquei triste, mas cada qual sabe das suas razões.
bjokas

blue eyes disse...

As crianças tem um sentido de oportunidade fantástico, pelo menos esta tem... Como é minha sobrinha, ainda consigo ter os meus momentos zen.
bjks